quinta-feira, 6 de outubro de 2011

chuva no rio
dois irmãos
uma conversa

2 comentários:

Geraldo de Barros disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Geraldo de Barros disse...

às vezes penso se uma ilha é cercada mesmo, ou ela que cerca tudo mas pelo lado de dentro. ou nem isto nem aquilo. se há uma ilha e o que a cerca, ou se há algo cercado por uma ilha, nos revela que há mais de um ângulo para ser visto. e a concisão de um poema como este teu não só dá espaço para enchergarmos outros ângulos mas também o espaço de criá-los.

um abraço,
Geraldo de Barros

p.s posso estar enganado, pois não sou muito bom de fisionomia, mas acredito que te vi no centro cultural de sp ontem :)