terça-feira, 8 de dezembro de 2009

se todas as maçãs rolassem ladeira abaixo
e a menina naquele vestido de algodão
ousasse chutá-las contra a parede
eu aceitaria minha amada aparição
ou um volume dágua ultrapassando
o limite do corpo
-estou em acúmulo-
assusto-me com a ventania debaixo da mesa
com a boca avermelhada que morde a casca
há uma mulher nascendo
amansando os nãos do mundo
escolhendo como alimento
a polpa que excede a fruta

20 comentários:

Geraldo de Barros disse...

Nossa que lindo! :)

Beijos.

colorindopaginas disse...

"há uma mulher nascendo"

A mulher vencendo a casca!


Beijos

Anônimo disse...

por quê os que aqui comentam usam tantos clichês?
é preciso leiam mais Ezra Pound e
Auden..... literatura é forma também...não auto-referência
´´meiguinha´´...... Ângela exige mais e mais interpretação e ultrapassar o evocatório criptografado.....

FLAVIO VIEGAS AMOREIRA

colorindopaginas disse...

Flávio, eu não preciso ler Ezra Pound e Auden para comentar nada, as pessoas sabem ver beleza de forma própria e será que você estava preocupado com isso quando comentou?

Não estou brigando, estou pensando!

o que tem ela disse...

nascemos de determinada forma.
isso significa que cruzaremos pelo caminho com outras formas
(isso nos confunde em qualquer território)
esse vento debaixo da mesa
é como um cruzamento das formas no mundo.
o nascimento nessa hora, é importante.

o olhar pra baixo da mesa
é uma inclinação na escolha.



abraço,
Simone

Anônimo disse...

quem assiste ´´Clube da Luta´´ e mistura literatura Z com Clarice Lispector deve um critério muito próprio para ler Poesia:
eu que uso um poderoso ´piercing´ no cérebro , sei avaliar onde uma poeta como Ângela vai fundo, vai bem ou apenas patina em ´´variações sentimentais sobre o mesmo tema´´.... quem só elogia, não avalia, nem aprecia.... não acredito que quem lê Cristiana F ainda possa ler Pound.....

FLÁVIO VIEGAS AMOREIRA

Anônimo disse...

mas se assistiu ´´Os sonhadores´´ de Bertolucci, pode ser redimida.... Cultura é tudo , além de amor e transgressão pela Arte.... sou um erudito iconoclasta e pedante.... a mediocridade eu deleto..... espero cresça..... agora vou ler James Joyce e ouvir Pierre Boulez....e depois re-assistir um Bergman na minha solidão compartilhada de amigos cultos..... acima desse mundo cada vez mais idiotizado....


FLÁVIO VIEGAS AMOREIRA


FLÁVIO VIEGAS AMOREIRA

Anônimo disse...

"
Querías, tú también, lo más sublime, pero/ el amor nos obliga a descender a todos".

"
Aunque tampoco es bueno ser demasiado sabio./ La gratitud le reconoce, mas no puede/ reternelo ella sola, y es bueno que un poeta/ se reúna con otros que a comprender le ayuden".

HÖLDERLIN


"
Las palabras más silenciosas son las que traen la tempestad.
Pensamientos que caminan com pies de paloma dirigen el mundo".

NIETZSCHE

Anônimo disse...

´´Sabe-se todas as críticas que a teoria periférica das emoções suscitou. Como explicar as emoções finas? a alegria passiva? Como admitir que reações orgânicas banais possam justiticar estados psíquicos qualificados ?´´

´´ESBOÇO PARA UMA TEORIA DAS EMOÇÕES´´- SARTRE.... li em francês, mas agora vendido pela L&PM em qq. esquina da Paulista....
- transportar para Arte: não confundir estados de ´ânimo´ com Arte...´´techné´´.... com 15 anos já tinha lido ANDRÉ GIDE inteiro... esse que a ´´meninada´´ desconhece... menos BBB, menos balada jeca e mais EZRA POUND....
blog é blog...literatura é outro papo..... jovens reacionários são foda.... amadureçam!
lindos e incultos vassalos do capitalismo que os faz clones do último líder de banda...ou pior!
paulistano que curte sertanejo...


foda.....


FLÁVIO VIEGAS AMOREIRA

Geraldo de Barros disse...

Por comentar aqui e em outros textos, deixo aqui meu e-mail:

ge_jr11@hotmail.com

para os que não estejam satisfeitos com os meus comentários, embora acredite que a pessoa mais recomendada para criticá-los ser a Angela, autora dos textos aos quais comento, sou uma pessoa aberta e me ponho a disposição para dialogar. Mas não discutirei aqui, se estou certo ou não, se estão certos ou não. Acredito, no meu modo de ver, que aqui não é o espaço para pontos de vistas subjetivos em relação ao comentário de outros leitores e sim para os poemas da autora do blog, mas embora não concorde com o fato ocorrido aqui, defendo a liberdade de os que fizeram, cada um sabe de si.

bom, é isso, quem quiser o e-mail está aí e o convite está feito.

um abraço a todos,
Geraldo.

Ps. Angela me desculpe por esse comentário, não gostaria de sair das minhas impressões e sentimentos em relação ao seu texto, mas tive que fazer, espero que entenda.

Anônimo disse...

´´Todo anjo é terrível. No entanto, ai de mim, eu vos invoco,
pássaros quase mortais da alma, sabendo quem sois.

Precoces perfeições, vós, privilegiados, perfil dos altos cumes, cimos alvorescentes
de toda criação - polén da divindade em flor,
articulações de luz, corredores, escadas, tronos, recintos da essência, escudos de alegria, tumultos...´´

SEGUNDA ELEGIA- RILKE

me escrevam anjos rilkeanos de WIN WENDERS.... vois são ilhas, formemos continente apartir desse
SAGRADO-ISTMO....
sou tão só quanta a estrela que se sabe apagando / um relógio desfazendo-se avesso ao sol inclemente do relento....

flavioamoreira@uol.com.br
www.cronopios.com.br

FLÁVIO VIEGAS AMOREIRA

Anônimo disse...

´´a amanssando os não do mundo´´

Ângela, sua compreenssão me é preciosa: sabe o tanto respeito sua Obra , que tem na sua Alma correspondência altura: o humano deve sim ! acompanhar o oficiante em sua Arte....

- sabe como sou complicado e demais, demais....meio Rimbuad e Cazuza na Vida....
beijo, desse seu irmão em letras e
almas....

( se eu ficar desplugado mais um dia não estranhe....sempre volto...)

FLÁVIO VIEGAS AMOREIRA

colorindopaginas disse...

Não me abala nem um pouco você me julgar pelo que não sabe =)

Eu sou muuuito bem decidida!

colorindopaginas disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

eu acho que só quem lê
Christiane Vera Felscherinow pode ler , ezra pound , de outra maneira não se estará lendo pound , mas lendo apenas seus próprios preconceitos

Anônimo disse...

´´Que presente te darei, eu que tanto quero e pouco dou, porque mesquinho, egoísta, distraído, não te cumulo daquilo que deveria cumular? Deveria desatar inúmeros presentes ao pé da árvore , entreabrindo jóias, tecidos, requintados e pessoais objetos, ou deveria dar-te não o que posso buscar lá fora mas o que em mim está fechado e mal sei desembrulhar?´´

´´QUE PRESENTE TE DAR´´
texto do mestre AFFONSO ROMANO SANT´ANNA.....

FLÁVIO VIEGAS AMOREIRA

Anônimo disse...

´´Todos os procedimentos são sagrados desde que satisfaçam a uma necessidade interior.´´

KANDINSKY diz tudo...


FLÁVIO VIEGAS AMOREIRA

pastore13léguas disse...

Anja

Ta fervendo heim



Não tenho vestido
mas com minhas calças largas chuto todas as maçãs contra parede
só pra ver desejo



Este foi sem Pound
pois como boa antena
arranho o céu!


ve lá os textos novos do blog
tem novos
algo haver com nossas conversas

Anônimo disse...

´´ antecipo o novo
reafirmo o que se legitima


é phoda.....
a pharmácia de víveres e haveres

é pound.....

phoesia é phoda com palavras....
belo gestado...

Edson Bueno de Camargo disse...

Adorei tua leitura deste poema na Casa das Rosas, vasculhei teu blog procurando.