domingo, 8 de novembro de 2009

O desejo na borda da língua
tal como o animal
que se ama na presa
sou do mesmo corpo da pedra
ativo a fala na perda.

11 comentários:

Anônimo disse...

ilusão ou aparência dissolvem :
é o real ´significado´pelo objeto mesmo : da ordem do poético ....

´faneron´´dos fenômenos póeticos em si...
- o que inspira o ´dizer´ ?
´´inventário da crise dos sentidos´´

- reitero HILDA HILST

´´Em vão a língua nos move / Trazendo 'a tona o segredo.
Difícil é o escutar-se / E ao mesmo tempo escutar
Rigores que vêm da terra / Lirismo que vem do mar.´´

- tenho recorrido mais e mais a esse meu volume dos CADERNOS DO INSTITUTO MOREIRA SALLES que homenageia HILDA....
vc. ecoa tão belamente esse fluxo.... esse eterno spinoziano..... vc. retêm um significado moldado....escritura... sinto ar quando leio


FLÁVIO VIEGAS AMOREIRA

Anônimo disse...

´´Admiro-a . A sua longa e plácida estatura / Expõe a majestade austera dos invernos .
Não cora no seu todo a tímida candura ; Dançam a paz dos céus e o assombro dos infernos... Ouso esperar...´´

CESÁRIO VERDE

-caiu-me reunião desse poeta que inaugura momento magistral da poesia lusitana.... e viver tanto é ousar ao mesmo que se espera....mas ousar !

domingo sempre ter cara de eternidade....

beijo, Flávio Viegas Amoreira

pastore13léguas disse...

ativo a fala na perda

primitiva!


ve meu filho no meu blog!

bjus

Anônimo disse...

´´A arte deve dar testemunho da verdade. .... a única crítica realmente danosa é a crítica acadêmica dos que fazem o grande sacrífício, que se recusam a dizer o que pensam , se é que pensam e repetem as opiniões consagradas; esses homens são a praga...É por uma razão dessa ordem que toda crítica deveria ser, reconhecidamente uma critica pessoal. Ao fim e ao cabo, o crítico só poder dizer ´´Gosto disso´´, ou ´´Estou comovido´´.... Depois de ele se haver revelado, nós o poderemos compreender. ´´

´´A ARTE DA POESIA´´, - ensaios de EZRA POUND....

- assim tenho feito, Ângela....
a crítica vem da comoção...


beijo, FLÁVIO VIEGAS AMOREIRA

Anônimo disse...

´´Mas não deixei que a compaixão induza-a a erro. Creia-me, em toda a parte resta-nos ainda uma alegria. A dor autêntica entusiasma. Quem passa seu sofrimento, se eleva. E é magnífico que somente no sofrimento sintamos a liberdade da alma. Liberdade ! Quem compreender essa palavra...É uma palavra profunda, Diotima. ´´

´´Que me importa o naufrágio do mundo. Sei apenas de minha ilha bem-aventurada´´.

NOVALIS

- sua obra, seu espaço no mundo, são minha ilha bem-aventurada, ÃNGELA.

FLÁVIO VIEGAS AMOREIRA

Anônimo disse...

para a jovem ´´cult´´ do site
´´que tem ela´´

´´Fazer o que seja é inútil. Não fazer nada é inútil. Mas entre fazer e não fazer , mais vale o inútil do fazer.´´

- POEMA QUE ME GUIA DE JOÃO CABRAL DE MELLO NETO


- SEI QUE ELA CURTE JOÃO CABRAL...

BEIJO, FLÁVIO VIEGAS AMOREIRA

Anônimo disse...

´´Vem amiga ; dar-te-ei a tua ceia ... e algum poema que ilumine os ares menos que a luz malsã dessa candeia.

Aqui terás o peixe desses mares
e o mais gostoso de toda a aldeia.
De onde vens? De que cimos? De que altares?
Que luz angelical te agita a veia?

Como te chamas vida da outra vida,
espelho noutro espelho transmudado , lume na minha luz anoitecida ? ´´

JORGE DE LIMA

- como é grande esse nosso mestre, ÃNGELA, ainda ontem quando me perguntavam sobre poetas fundamentais esqueci de citá-lo para ti....

BEIJOS, FLÁVIO VIEGAS AMOREIRA

o que tem ela disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
o que tem ela disse...

oi Flávio

deveria ter um blog
para eu não precisar agradecer aqui no da Angela né?rs

obrigada pelo poema
ele me persegue a algum tempo, "inútil" não deve ser.

abraços,

Simone

Dionisios disse...

ativa.
na magia propiciatória
a forte sina
de saber de ante-mão
linhas determinadas

presságio

Anônimo disse...

´´ por que as manhãs não anunciam com aurora o desvelamento de algo além do mundo / o que ficou noite é encoberto pelo excesso de luz ´´

´´ fosse o fractal possuidor dum
poema elíptico rompendo as perspectivas esgotadas do infinito´´

POEMA COSMOGOANICO

FLÁVIO VIEGAS AMOREIRA
www.cronopios.com.br
www.revistapausa.blospot.com
www.meiotom.art.br

flavioamoreira@uol.com.br